As 5 razões que levam um casal para a terapia

Os motivos que levam um casal ao consultório são diversos, mas gostaria de apresentar com base na minha prática aqueles que são os mais comuns:

– Desentendimentos com a família de origem: as relações de um dos integrantes do casal com a família do parceiro é difícil e conflituosa, o que pode gerar discussões frequentes e um grande desgaste ao casal.

– Afastamento afetivo: o casal dificilmente troca carícias, as relações sexuais diminuíram ou não ocorrem mais, isso começou acontecer sem causa aparente, como por exemplo, depois de uma enfermidade limitadora ou de um relacionamento extraconjugal. O afastamento pode trazer aos integrantes do casal um sentimento de solidão e também de indiferença.

– Comunicação comprometida: os diálogos e conversas deram lugar a gritos, ofensas, palavras agressivas, um dos parceiros fala A e o outro entende B. Como reinam as brigas, nessa situação é comum os envolvidos estarem muito estressados ou extremamente tristes.

– Relacionamento extraconjugal: por mais que possa parecer não é o motivo numero 1 que leva casais ao consultório, mas pode comprometer muito a continuidade da relação, pois traz além da mágoa, desconfiança, culpa e reatividade negativa.

– Chegada de um filho: a dinâmica do casal muda com a chegada de um filho, se o casal já apresentava algum tipo de questão antes disso provavelmente o problema se intensificará, mas também é possível que outras questões apareçam devido o surgimento de novos papéis (pai, mãe) e da nova rotina do casal. Pode-se notar sentimentos de solidão, aprisionamento, rebaixamento da autoestima.

terapia_casal2

Citei alguns sentimentos que podem surgir em cada situação com o intuito de ilustrar, mas não tome como via de regra, cada caso é um caso.

A terapia pode ajudar muito um casal, principalmente nas situações citadas, mas é importante deixar claro que não existe milagre! Há relações que já acabaram e as pessoas insistem em ficar juntas, provavelmente alguém está acomodado, e “bem”, enquanto o outro está incomodado (sofrendo), se você estiver sofrendo e não tiver possibilidade de fazer terapia de casal, faça terapia individual.

A vida passa muito rápido para vivê-la sofrendo!

Daniela André Martins
Psicóloga, CRP 06/112637
Mídias sociais: @escutaclinica | https://www.facebook.com/escutaclinica | dampsi@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s