ESTOU COM CÂNCER, E AGORA? 

De repente aparecem essas notícias de surpresa na nossa vida e não sabemos nem por onde começar a digerir a informação. Não é mesmo? Pois bem, estou aqui pra dizer pra vocês como profissional da saúde mental e emocional que dá pra processar e digerir sim!

Diante dessa notícia, meus clientes costumam dizer que o mundo acaba, não sabem por onde andar, nem começar… A vida inteira passa pela cabeça e surge o medo imenso de tudo dar errado e até aquela vontade de não se submeter ao tratamento pela vaidade ou outra justificativa que apenas cada um que passa conhece. Certo?

Não estou aqui pra julgar ninguém, pelo contrário, estou aqui para dizer que cada pessoa sabe o momento que vive, as condições emocionais e físicas que possui para enfrentar o câncer. Além disso, todo mundo precisa saber o que uma mente forte e segura pode favorecer o seu processo de cura:

  • Ficamos menos vulneráveis diante dos obstáculos no percurso.
  • Assumimos a responsabilidade diante do tratamento e todos os cuidados necessários.
  • Não culpamos o mundo por passar por aquilo
  • Conseguimos exercitar a limpeza de sentimentos e até comportamentos negativos
  • Praticamos resiliência (capacidade de entrar em estresse e se recuperar rapidamente, dando respostas adequadas) diante dos pequenos e grandes problemas que eventualmente acontecerem
  • Sonhamos com a cura, ao invés de ter pesadelos com o fracasso
  • Ganhamos mais alegria e disposição pra viver nossa vida respeitando as limitações físicas do tratamento

Uma maravilha olhar por esse ângulo, certo? E é possível, não estou falando nenhuma balela aqui. E você pode começar exercitando a autopercepção, pois nem sempre temos a noção de como nos comportamos inadequadamente, até porque o sentimento de vítima pode aparecer em muitos casos, o que nos leva a achar que o mundo deve mudar, menos nós. E não é bem assim que as coisas funcionam. Então vamos agir e diante do câncer, ter mais atitudemocional? Pratique esse exercício:

  • Qual sua meta? Pode ser a cura, o tratamento, ter cabelo novamente, voltar a correr da mesma forma, enfim, qualquer objetivo que REALMENTE te motive.
  • Quais alternativas você tem? Reflita que tipo de atitude você deve tomar pra alcançar sua meta.
  • O que você precisa para realizar essas alternativas? Fisicamente, emocionalmente, materialmente, identifique tudo que precisa e invista em você.

Quando começará a agir? O prazo e definir a frequência é fundamental para te movimentar e estimular a autocobrança positiva.

Como está o seu progresso? Faça avaliações esporádicas do quanto você tem realizado as alternativas que se propôs e até se sua meta ainda é vigente, pois podemos mudá-la para continuar crescendo e nos fortalecendo.

Espero que essa dica tenha ajudado vocês, e lembrem-se da Cora Coralina quando ela diz “Se a gente cresce com os golpes duros da vida, também podemos crescer com os golpes suaves da alma.” Se precisar de ajuda e apoio emocional neste caminho, conte comigo.

Com carinho,

Zora Viana

Psicóloga, Coach e Palestrante

CRP 06/113561

zoraviana@atitudemocional.com | 11 3392 7510 | 11 974430123

Mídias sociais: @atitudemocional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s