MARKETING PESSOAL É BOBEIRA OU NECESSIDADE?

Tenho visto cada vez mais pessoas com medo ou sem saber exercitar marketing pessoal em suas vidas, seja na área profissional ou em outras áreas da vida. Isso significa que estamos com dificuldade de dizer em que somos bons, em que damos resultado, em que vale a pena estar próximo ou junto conosco.

Vamos começar entendendo: o que te impede de falar bem de você mesmo?

Essa é uma reflexão e tanto, espero que você pare realmente por um momento e pense sobre isso, ao invés de mais uma vez deixar que seu cérebro sabote você mesmo. 😉

Quando entendemos o que nos impede, e normalmente é falta de autoestima, insegurança, aprendizagem de que o outro é sempre melhor que você ou que quem pratica marketing pessoal é arrogante, prepotente… a chance de conseguir mudar esse cenário é muito maior.

Pra treinar seu marketing pessoal, pratique #atitudemocional:

1. Compartilhar lições aprendidas

Falar sobre os resultados dos nossos projetos e atividades, principalmente, o que nós aprendemos com cada desafio que enfrentamos é uma ótima ferramenta para mostrar para as pessoas o quanto você se preocupa em analisar os seus processos de trabalho e, principalmente, quando você compartilha, isso demonstra seu cuidado com a análise e ainda a preocupação em compartilhar para previnir o erro do outro. Pratique isso identificando o que aprende com cada projeto realizado e faça um e-mail ou comente num bate papo mais descontraído para seu grupo de trabalho ou liderança.

2. Buscar opiniões sobre seus projetos/atividades

Independente do seu projeto estar andando muito bem ou com dificuldade, é super importante para sua imagem buscar opiniões dos colegas de trabalho próximos à você, assim eles se sentem parte do projeto e, ao mesmo tempo, você ganha mais olhares sobre suas atividades. As pessoas adoram ajudar, por isso uma ótima alternativa para isso é dizer: preciso da sua ajuda!

3. Contribua com o desenvolvimento das pessoas

Olhar e, realmente, enxergar as pessoas que estão à sua volta e perceber em que você pode contribuir com o desenvolvimento delas é mais uma ótima ferramenta para marketing pessoal. Contribuir verdadeiramente para o crescimento das pessoas nos torna referência e, principalmente, cria um ciclo de gratidão e respeito que são sentimentos muito positivos e fortalece as relações. Você pode exercitar isso, identificando: o que posso contribuir com meu colega de trabalho ou líder?

4. Fale sobre suas vitórias

Seja otimista e não rabugento. Tenha coragem e reconheça sua capacidade de perceber o que deu certo e o que você fez e alinhou para fazer dar certo. Falar sobre as vitórias não é pecado e não te torna prepotente, desde que você fale com sinceridade, agradeça quem te ajudou e reconheça que ainda há muito o que continuar melhorando. Você pode praticar isso falando: eu consegui…

E então, vamos agir?

Zora Viana
Psicóloga, Coach e Palestrante
CRP 06/113561
zoraviana@atitudemocional.com | 11 3392 7510 | 11 974430123
Youtube, Facebook, Instagram, Periscope e Snapchat: @atitudemocional

3 comentários em “MARKETING PESSOAL É BOBEIRA OU NECESSIDADE?

  1. Hoje na empresa em que trabalho, percebo que “ainda” as mulheres tem mais dificuldades em falar sobre suas qualidades e competências por receio de serem repreendidas ou tachadas de arrogantes. Já o público masculino discute esse assunto com a maior facilidade entre eles, e sentem orgulho em enaltecer suas competências e méritos pessoais/ profissionais. Esta aí um trabalho que a Atitude Emocional poderia desenvolver em suas clientes.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s