Crenças limitantes com dinheiro – Parte I

Gente de Atitude!

Quem nos acompanha nas mídias sociais, sabem que a Ana Cláudia Rodrigues é responsável pelo @atitudenasfinancas, espaço destinado para dicas e orientações para educação e saúde financeira na vida e nos negócios.

Então pensei, por que não escrever para o blog? Por isso, para começar, ela já chegou, chegando… dividiu o tema em duas partes. Aqui vai a primeira:

“Olá Gente de Atitude,

A partir de hoje vou escrever semanalmente aqui no blog para trazer dicas sobre finanças pra vocês, sempre à luz da psicologia, do psicodrama e da neuropsicologia para trazer este tema de forma simples e paupável, para promover insigths que os ajudem a agir e prol de suas metas financeiras.

Para começar quero trazer para vocês algo que rege as nossas vidas, as nossas crenças.

São elas que definem nossas escolhas, percepções, atitudes, opiniões, decisões, já parou para pensar que você é regido por seu inconsciente?

As crenças que você tem funcionam como o significado às situações.

Adquirirmos essas crenças principalmente na fase da infância, são as nossas experiências, influências das pessoas que então em nosso meio, família, escola, etc, mas podem ser moldadas ao longo da nossa vida.

Vejam que incrível, nós podemos decidir por qual crença fortalecer e qual quebrar! Por isso temos que insistir no que queremos, como queremos e agir por esses resultados.

Qual crença tem te impedido de conquistar uma vida financeira mais equilibrada, saudável e sustentável?

Vamos analisar alguns exemplos:

Pais que sempre tiveram o próprio negócio e não acreditam que é possível ganhar dinheiro na CLT, como o filho vai desenvolver o sonho de ser concursado, por exemplo? Pais com essa formação mental dão mais valor ao ganho exponencialmente positivo do que a estabilidade.

Pais concursados que acreditam que o empreendedorismo é instável, como o filho vai desenvolver o sonho de ter o próprio negócio e ganhar o dinheiro e independência que deseja? Esses dão mais valor à estabilidade que ao risco maior, porém que também traz maiores retornos.

E no fim das contas a pessoa acaba autossabotando suas ideias por seguir modelos que teve como referencia durante a vida, mas que não refletem o que ela realmente quer.

A programação neurolinguística explica que muitas crenças estão em nosso cérebro como piloto automático para economizar energia, dessa forma criamos os hábitos, para poupar esforço. Por isso, também acabamos tendo sempre os mesmos resultados, já que raramente paramos para mudar essas crenças.

Como disse antes, você pode moldar suas crenças para que elas te impulsionem ao invés de te paralisar.

No próximo artigo faremos juntos uma reflexão para ajuda-los a transformar suas mentes!”

Ana Cláudia Rodrigues
Coach de Finanças, Economista, Administradora e Palestrante.
Especialista em te ajudar a alcançar metas financeiras.
ana@atitudemocional.com | +55 11 974430123
YoutubeFacebookInstagramPeriscope e Linkedin

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s