Do que você tem medo?

O medo é um sentimento muito comum e altamente esperado para sobrevivência do ser humano. Na era pré histórica, o medo nos ajudava a sobreviver, nos auxiliava na proteção e a manter nossa vida por mais tempo possível. Acontece que com a nossa evolução, fomos perdendo a necessidade de ter medo de grandes animais, catástrofes, visto que estamos protegidos pela civilização e, claro, devido um pouco da destruição natural que causamos no Planeta, infelizmente.

No psicodrama, a abordagem da psicologia em que me especializei e continuo estudando, utilizamos três tipos de medo: Medo do Desconhecido, Medo do Mundo Interno e Medo do Mundo Externo.

Vamos entender cada um desses medos sob a ótica do Victor Dias, um pesquisador e psicodramatista brasileiro. Para ele, o medo é um sentimento de autoproteção mais importante que existe no ser humano, e como ele mesmo diz em seu livro Sonhos e psicodrama interno na análise psicodramática: “(…) não há maior desproteção do que ignorá-lo”. Por isso, aprenda a encarar, entender e lidar com seus medos:

Medo do Mundo Interno: são medos de conflitos internos que envolvem angústias relacionadas ao Eu e a percepção do mundo, normalmente desproporcional às ameaças externas. Por exemplo: medo de não conseguir realizar algo, medo de não ser capaz de concluir uma tarefa, medo de aprender a dirigir, etc.

Medo do Desconhecido: são medos de situações ou comportamentos que vamos experimentar pela primeira vez. Também relacionados às expectativas que criamos em relação as pessoas ou desfecho de situações. Por exemplo: encontrar uma pessoa pela primeira vez, fazer uma viagem, mudanças de vida, etc.

Medo do Mundo Externo: são medos de situações reais, com percepções corretas à respeito da realidade que aparecem diante de ameaças perigosas que podem variar a intensidade. Podendo variar de um estado de alerta simples a um pânico ou terror. Por exemplo: animais silvestres, batida de carro, assaltante vindo em sua direção, etc.

Uma dica preciosa para você trabalhar seu medo é sempre buscar refletir:

QUAL DADO DE REALIDADE EU TENHO QUE JUSTIFICA ESSE MEDO?

Essa é uma pergunta muito utilizada em processos de coaching para promover a reflexão do cliente sobre a fantasia que está criando em relação ao futuro que deseja para si ou que pode ocorrer caso ele tome determinada atitude.

Se este dado de realidade NÃO existir, provavelmente o seu medo é do mundo interno ou desconhecido. Isso significa que você está supervalorizando suas fantasias e expectativas e o fundamental é que você entenda as raízes e trabalhe sua capacidade de enfrentamento do medo com apoio de um psicólogo, pois quando temos uma intensidade muito grande de medos, acabamos bloqueando nossa espontaneidade e perdemos nossa capacidade de dar respostas adequadas às situações que experimentamos.

Vamos Agir?

Zora Adrianne Viana Sigoli
Psicóloga, Coach e Palestrante
CRP 06/113561
zoraviana@atitudemocional.com | +55 11 974430123
youtube.com/atitudemocional
http://www.facebook.com/atitudemocional
Instagram, snap e periscope: @atitudemocional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s